Banner2

Banner1

O que fazer quando seu carro for atingido por uma enchente


PRIMEIROS SOCORROS PARA NÃO TER UM PREJUÍZO MAIS GRAVE.

A cada verão, chuvas torrenciais costumam provocar enchentes que podem provocar muitos problemas em nossos automóveis. Mas, mesmo depois de atravessar uma enchente com aparente sucesso, não há garantias de que o carro não tenha sofrido alguma avaria.

O próprio proprietário do veículo pode ficar atento ao comportamento do carro após passar pelo trecho alagado. Segundo engenheiros, a água é capaz de provocar problemas em diversos componentes do carro, inclusive no motor, até 5 mil quilômetros depois da situação.

Portanto é recomendável verificar alguns itens:

1. Um deles é o filtro de ar. “Folhas ou barro dentro do filtro são sinais de que a água pode ter entrado no sistema”, ressalta Reinaldo Nascimbeni, supervisor de serviços técnicos da Ford. “No caso de ter acúmulo de água, o indicado é retirar o filtro e enxugá-lo e depois, eventualmente, efetuar a troca da peça”, sugere Carlos Henrique Ferreira, consultor técnico da Fiat.

2. Barulhos diferentes no motor também são um sinal de que a água pode ter provocado estragos.

3. O próprio estado do óleo dá sinais de que algo está errado. Se ao puxar a vareta o óleo está com uma aparência e textura que lembram maionese, por exemplo, provavelmente entrou água no sistema.

4. As correias podem apresentar ruídos, sinal de ressecamento e risco de rompimento.

5. Os componentes elétricos também merecem atenção, pois há perigo de curtos. “Os componentes elétricos geralmente são muito bem vedados, mas é bom sempre checar. E ainda verificar a parte funcional do veículo, como lâmpadas e buzina”, orienta José Fernando Penteado, colaborador do Comitê de Veículos Leves da SAE Brasil ¬ Sociedade de Engenheiros da Mobilidade.

6. Uma verificação na parte de baixo do automóvel é quase obrigatória. Afinal, a água costuma arrastar lixo e toda sorte de objetos.

7. Alguns câmbios de automóveis têm uma janela perto da embreagem, onde pode entrar água. Segundo especialistas, a embreagem pode chegar a patinar por um tempo, mas depois o sistema seca normalmente.

8. Durante travessia de um trecho alagado pode haver perda de aderência da correia auxiliar ¬ correia poly-v ¬, que pode não tracionar e afetar o funcionamento da direção hidráulica e do motor por conta da tensão do alternador. Mas, geralmente, trata-se de um problema temporário, que se normaliza em poucos minutos.

9. Após a enchente também orienta-se verificar se a água ficou acumulada em alguma parte do veículo: cantos, contornos de carroceria e afins, pois a água pode provocar corrosão.

Nenhum comentário:
Write comentários