Banner2

Banner1

Saiba quanto custa reparar os 15 carros mais vendidos do Brasil

Variação do preço das peças entre os modelos pode ultrapassar os 438%

Basta uma distração ao volante no meio do trânsito e pronto: lá se vai a dianteira do seu carro. Segundo o CESVI (Centro de Experimentação e Segurança Viária), as pequenas colisões no trânsito são o tipo mais comum de acidente, chegando a 52% do total em pesquisa realizada em 2006.
Mas e quando o carro não tem seguro (ou quando a franquia é muito cara), quanto sai o prejuízo? Para ajudar a responder à pergunta, R7 Carros levantou nas concessionárias o preço da “cesta básica” de peças dos 15 carros mais vendidos do Brasil. Os componentes seriam os primeiros afetados em uma colisão frontal: para-choque dianteiro, capô, faróis e para-lamas dianteiros — de ambos os lados.
Saiba quanto custaria o prejuízo de bater alguns desses carros
Carro novo é mais caro de reparar que um velhinho, certo? Não no caso do Chevrolet Onix. O custo do conserto do hatch — orçado em R$ 1.847,49 — é R$ 1 mil mais barato que o do veículo mais caro deste levantamento
Capô: R$ 789,77 Para-choque dianteiro (LT): R$ 398,13 Farol (cada): R$ 375,28 Para-lama dianteiro (cada): R$ 284,31 Total: R$ 1.847,49
O Chevrolet Celta foi pensado desde o início para ser um carro barato — até na hora de consertar. Isso explica os preços camaradas de suas peças em relação a outros modelos
Capô: R$ 722,39 Para-choque dianteiro: R$ 463,82 Farol (cada): R$ 385,23 Para-lama dianteiro (cada): R$ 317,79 Total: R$ 1.889,23
A presença do Hyundai HB20 entre os carros mais baratos de arrumar é uma boa surpresa: assim como o Onix, o modelo feito em Piracicaba (SP) prova que ter um projeto moderno não implica necessariamente em um custo alto de reparo. Destaque para o preço de seus para-lamas, os mais baratos do levantamento
Capô: R$ 805,31 Para-choque dianteiro: R$ 515,42 Farol (cada): R$ 414,11 Para-lama dianteiro (cada): R$ 188,35 Total: R$ 1.923,19
Produzido no Brasil praticamente com o mesmo visual desde 1995, o Chevrolet Classic compensa seu projeto defasado com um preço de compra atraente, que se repete na hora do reparo de uma batida
Capô: R$ 837,07 Para-choque dianteiro: R$ 295,33 Farol (cada): R$ 634,76 Para-lama dianteiro (cada): R$ 233,76 Total: R$ 2.000,92
Apesar de manter apenas o nome, o Fiat Uno faz jus à fama de seu antecessor de ser barato de consertar. Porém o modelo sente o peso do visual mais moderno: só o capô custa mais de R$ 1 mil
Capô: R$ 1.192,52 Para-choque dianteiro: R$ 317,70 Farol (cada): R$ 345,50 Para-lama dianteiro (cada): R$ 253,05 Total: R$ 2.108,77
Apesar de ser um popular, o Renault Sandero não está entre os hatches compactos mais baratos para arrumar caso você arrebente a dianteira. Mas o modelo pode melhorar no ano que vem, quando chega totalmente renovado
Capô: R$ 1.082,00 Para-choque dianteiro: R$ 570,00 Farol (cada): R$ 406,00 Para-lama dianteiro (cada): R$ 247,00 Total: R$ 2.305,00
O novo Fiat Palio usa a mesma plataforma do Uno, apesar de ter um visual exclusivo. A semelhança se repete na “cesta básica” de peças, cujo preço é similar entre os dois hatches compactos
Capô: R$ 988,13 Para-choque dianteiro: R$ 533,61 Farol (cada): R$ 483,45 Para-lama dianteiro (cada): R$ 352,79 Total: R$ 2.357,98
O visual do Chevrolet Cobalt não é uma unanimidade entre os consumidores, especialmente em relação à dianteira. A situação piora se tiver que consertá-lo: cada (enorme) farol do sedã custa mais de R$ 600
Capô: R$ 1.010,78 Para-choque dianteiro: R$ 532,16 Farol (cada): R$ 627,98 Para-lama dianteiro (cada): R$ 217,37 Total: R$ 2.388,29
Por ser mais complexo e feito com materiais mais caros, o capô geralmente é a peça mais cara da “cesta básica”. A exceção desta regra se dá no Volkswagen Fox, cujo componente mais custoso é o para-choque frontal
Capô: R$ 640,00 Para-choque dianteiro: R$ 1.100,00 Farol (cada): R$ 506,00 Para-lama dianteiro (cada): R$ 300,00 Total: R$ 2.546,00
O Ford EcoSport tem como destaque o visual agressivo, favorecido pela enorme dianteira. Mas isso acaba tornando o modelo caro de arrumar em uma batida. Ainda assim, os valores são compatíveis com o de modelos populares
Capô: R$ 600,00 Para-choque dianteiro: R$ 800,00 Farol (cada): R$ 900,00 Para-lama dianteiro (cada): R$ 333,00 Total: R$ 2.633,00
O Fiat Siena EL manteve o visual do antigo Palio para se tornar a opção mais barata entre os sedãs da marca. A solução, porém, não vale na hora da batida: as peças dele são mais caras até do que às da nova geração do hatch
Capô: R$ 1.251,23 Para-choque dianteiro: R$ 704,18 Farol (cada): R$ 491,50 Para-lama dianteiro (cada): R$ 431,50 Total: R$ 2.824,23
No ano passado o Volkswagen Gol ganhou um visual mais moderno e alinhado com a identidade visual da marca — e, com essa atualização, peças mais caras de serem trocadas
Capô: R$ 1.100,00 Para-choque dianteiro: R$ 950,00 Farol (cada): R$ 601,00 Para-lama dianteiro (cada): R$ 240,00 Total: R$ 2.891,00x
Aqui há um empate técnico: virtualmente idênticos na dianteira, Volkswagen Voyage e Gol também têm o mesmo custo de reparo em uma colisão frontal
Capô: R$ 1.100,00 Para-choque dianteiro: R$ 950,00 Farol (cada): R$ 601,00 Para-lama dianteiro (cada): R$ 240,00 Total: R$ 2.891,00
A proximidade da Fiat Strada Working com o Siena EL se dá por um motivo simples: a dianteira dos dois modelos é idêntica, resultado em peças praticamente iguais. Apenas os para-choques e para-lamas são diferentes entre a dupla
Capô: R$ 1.251,23 Para-choque dianteiro: R$ 650,00 Farol (cada): R$ 491,50 Para-lama dianteiro (cada): R$ 448,00 Total: R$ 2.894,91
A surpresa dessa lista se deu nas duas “pontas”: enquanto um projeto moderno (Onix) foi o carro com as peças mais baratas, o veteraníssimo Ford Fiesta RoCam figura como o mais caro. Os culpados são o capô e o para-choques
Capô: R$ 1.200,00 Para-choque dianteiro: R$ 1.390,00 Farol (cada): R$ 780,00 Para-lama dianteiro (cada): R$ 494,00 Total: R$ 3.864,00.

29/05/2013 / Fonte: R7



Nenhum comentário:
Write comentários